Colecionáveis Quadrinhos

Na quarta parte da série “Fazendo estátuas dos Túnicas Azuis”, concluo a modelagem e pintura de Blutch

DSC01523
Escrito por PH
E-Books Mais Vendidos

hjhjtjjjE aqui estou eu de novo para a quarta parte da matéria que mostra como fazer estátuas dos Túnicas Azuis, documentando o mês que passei construindo apenas o boneco do Blutch. Ah! Você não sabe quem são os Túnicas Azuis? Se trata de uma série em quadrinhos franco-belgas que tem como protagonistas o Sargento Cornelius Chesterfield e o Cabo Blutch, dois militares de personalidades completamente opostas, cuja improvável amizade é a chave para o sucesso dessa BD. Nossos divertidos e atrapalhados heróis tiveram a autoria original de Raoul Cauvin (roteiro) e Louis Salvérius (arte). Mais tarde, passariam a ser desenhados a partir de 1972 por Lambil, com argumento de Cauvin.

As tramas desses engraçados parceiros se passam na segunda metade do século XIX, durante a Guerra Civil que opôs Yankees (Nortistas) aos Confederados (Sulistas). Realizada em cima de pesquisas históricas, além de engraçada, faz o leitor dar de cara com personagens reais, como o Presidente Lincoln e o General Lee.

De tão apaixonado que fiquei por essa HQ, resolvi eu mesmo construir as estátuas de Chesterfield e Blutch. Para tal, ressuscito minha técnica de trabalho com resina Durepox, abandonada há anos por falta de tempo! Já produzi figuras de AsterixLucky LukeBatman, Roger Rabbit, Frankenstein Jr. e Tintin. Essa última citada acabou de ser inteiramente reformada por mim, ganhando novas cores e melhor acabamento. Depois desse delicado trabalho de restauração, me animei a criar os colecionáveis exclusivos dos Túnicas Azuis.

Meu processo demorado e meticuloso faz com que cada parte seja realizada separadamente! Depois de selecionar um desenho como base e de consultar outros como referência, começo pelos pés e vou subindo até o rosto. E não dá para correr, pois é preciso esperar que a massa seque para focar nos detalhes. O segredo é utilizar massa para secagem em duas horas e manuseá-la sempre com água. No fim, é só lixar, pintar e se divertir! Levo uns 30 dias para terminar!

Estou registrando toda essa minha empreitada e a transformarei num Papo Franco-Belga. Nele, contarei os meus segredos para modelar. Lembro que não faço esculturas, já que não parto de um bloco que vai sendo desbastado aos poucos. Eu literalmente inicio do zero e tudo vai surgindo com orgulho em minhas mãos, num método que desenvolvi sozinho! Entenderam a diferença que existe entre escultures e modelistas? São profissionais distintos e que usam técnicas diversas!

Depois de encomendar bases de madeira numa loja com um carpinteiro e após ter posicionado a figura no centro da peça, fecho esse ciclo, para me dedicar ao Chesterfield. Veja como pintei o colecionável, que apesar de ter sido baseado em várias imagens dos Túnicas Azuis, acabou levando meu toque pessoal!

Por PH.

DSC_0170

DSC_0192

unipintaq

DSC01516

DSC01522

DSC01523

hjhjtjjj

 

Sobre o Autor

PH

É ex-locutor do TOP TV da Record e radialista. Também produz a série Caçador de Coleções e coleciona HQs europeias, nacionais e quadrinhos underground

Deixe seu comentário