Colecionáveis Quadrinhos

Confira a quinta parte da matéria “Fazendo estátuas dos Túnicas Azuis em Durepox”

ddffdf
Escrito por PH
E-Books Mais Vendidos

ddffdfE aqui estamos nós para a quinta parte da matéria que mostra o meu processo de criação de duas estátuas dos Túnicas Azuis, empolgado pela recente coleção da ASA/Público que circulou em Portugal, uma seleção de ótimas histórias de uma franquia belga da Dupuis que já chega a sessenta títulos, na Europa. Uma pequena partes deles foi editada pela brasileira Martins Fontes, no Brasil, durante os anos 1980.

Para quem não conhece, a série tem como protagonistas, o Sargento Cornelius Chesterfield e o Cabo Blutch, que vivem suas desventuras em tempos de Guerra Civil Americana, conflito travado entre 1861 e 1865 que opôs o Norte ao Sul do país. Substituta de Lucky Luke, quando o personagem deixou as páginas da revista Spirou para cavalgar nas páginas do Jornal Pilote, essa saga humorística de Western é assinada pela dupla Cauvin/Lambil.

Na verdade, os heróis foram criados em 1968 pelo desenhista Louis Salvérius e pelo roteirista Raoul Cauvin e passaram a ser desenhados por Willy Lambil, depois de 1972, após a morte de Salvérius.

Com temperamentos completamente opostos, essas duas emblemáticas figuras da BD tem nessa diferença essencial o sucesso de suas hilárias aventuras! Enquanto Chesterfield é todo certinho, patriota e cumpridor de seus deveres, Blutch é sarcástico, irresponsável e só pensa em desertar do exército!

E para encarar esse desafio de modelar dois consagrados heróis da BD, me baseei numa ilustração que se encontra no fim das HQs da ASA/Público, na qual Chesterfield se apresenta com as mãos no queixo, meio desconfiado, ao lado de seu amigo. Blutch, por sua vez, parece estar assoviando.

Na última vez em que postei fotos das estátuas que produzo, mostrei Blutch finalizado e pintado. Agora, exibo em que pé está o processo de modelagem de Chesterfield, que parece ser mais fácil de fazer do que o de seu amigo baixinho. O grande desafio dessa futura estátua, entretanto, é colocar a mão do sargento em sua boca, numa posição que mantenha a sensação de desconfiança do personagem em relação a Blutch. Depois de criar suas orelhas, cabeça e ombros, além de orientar parte de seu braço inclinadamente, acho que estou conseguindo! O que acham?

Volto em breve!

Por PH.

hjhjtjjj

orelhas

DSC01571

mão incluída

inteiro cm cabeç

detalhe cabeça

ddffdf

 

Sobre o Autor

PH

É ex-locutor do TOP TV da Record e radialista. Também produz a série Caçador de Coleções e coleciona HQs europeias, nacionais e quadrinhos underground

Deixe seu comentário