Sem categoria

Os Super-Humanos de Stan Lee, o novo programa do History Channel.

E-Books Mais Vendidos

O homem que desde os anos 60, tem em sua bagagem, a criação de inúmeros heróis do universo da Marvel Comics, já passa dos 80 anos de idade e está mais ativo do que nunca. Stan Lee, considerado por muitos, uma lenda viva dos quadrinhos acaba de ganhar um programa de televisão no canal a cabo, The History Channel. Os Super-Humanos de Stan Lee, mostra casos reais de homens que tem características, muito acima da média. São pessoas quem possuem força descomunal, habilidades estranhas, ossos extremamente resistentes, e muitas outras peculiaridades que fogem à regra, na história do Homo Sapiens. São seres que evoluíram de maneira diferente, com relação às mudanças físicas e mentais normais do homem comum. Eles estão próximos de nós, caminham ao nosso lado e nós não os reconhecemos. Estas exceções genéticas, possuem capacidades sobre-humanas de realizar atividades e suportar situações surpreendentes. Descubra o impressionante mundo deste seleto grupo, em Os Super-Humanos de Stan Lee, na grade de atrações do History Channel.
Por Edy Tando

Sobre o Autor

PH

É ex-locutor do TOP TV da Record e radialista. Também produz a série Caçador de Coleções e coleciona HQs europeias, nacionais e quadrinhos underground

4 Comentários

  • Que noticia legal sou muito fã do Stan Lee adorei saber desse programa vou assistir com certeza valeuu tujaviu pela dica..

  • A exemplo de Super-Homem e Batman, o mais bacana é constatar que os mais velhos também podem ser os “super” mais legais.

    Num dos programas exibidos, podemos ver o gatilho mais rápido do mundo (ele faz todos os movimentos em milésimos e segundo) e o homem que pula de uma altura fantástica sobre uma piscininha rasa tipo “Tone” (e de barriga)!! E ambos são “coroas”, com os cabelos ficando grisalhos.

    É fantástic… quer dizer, é “Os Super-Humanos”! rsrs

  • eu não quero me gabar mas sou super humano,sem mentiras posso suportar um frio intenso,ou queimar meu corpo com gelo sem me danificar

Deixe seu comentário